Vegetarianismo/Alimentação

Nos primórdios da humanidade, quando ainda nos esquivávamos de presas ferozes e lutávamos para sobreviver num mundo bastante hostil e perigoso, a comida disponível não era uma questão de escolha, mas sim de sobrevivência. Séculos e milênios se passaram e a agricultura foi desenvolvida a um nível onde não se precisava mais se locomover de um canto a outro para caçar, mas podia-se obter toda a alimentação de um cultivo no mesmo local: surgia o homem sedentário.

Essa mudança na estrutura da alimentação mudou completamente a sociedade. Por não precisarmos mais nos mover, cidades começaram a surgir, com maior oferta de comida a população começou a crescer, e quando uma região produzia em excedente algum vegetal, trocava seu produto pelo excedente de outra região, dando origem ao comércio. Não seria exagero nenhum dizer que a agricultura moldou toda a sociedade como conhecemos hoje. Seria impossível pensar em supermercados como os conhecemos sem haver alguém que trabalhasse no campo para produzir os alimentos.

veg1

Um dos aspectos mais notáveis da alimentação humana é a capacidade de se alimentar tanto de alimentos de origem vegetal e de origem animal. E foi exatamente essa possibilidade de obter nutrientes de diferentes formas que fez com que os homens conseguissem se estabelecer como espécie dominante no mundo. Com o crescimento exponencial da população que hoje vivenciamos, porém, a forma natural como se criavam rebanhos de gado, cabra e outros passou a tomar mais um formato industrial, como uma linha de produção, onde se extrai uma matéria prima, a processa e torna em produto.

Esse formato de alimentação industrial trouxe grandes consequências na saúde da sociedade e também no meio ambiente. Grandes áreas de florestas passaram a dar lugar a pastos de grande extensões, produções de grãos que antes eram úteis para alimentar seres humanos se tornaram ração em granjas para porcos e galinhas.
Calcula-se que 80% de toda a área desmatada na Amazônia deram origem a novas pastagens para gado.

veg2

Um estilo de vida que causa muita controvérsia começou a se tornar popular: O vegetarianismo. Comum há milênios no oriente devido a crenças religiosas como o hinduísmo e budismo, o vegetarianismo ganhou seu primeiro estudo científico em 1881, com o livro “A Alimentação Vegetal Humana” da britânica Anna Kingsford.

Comprovadamente completa em termos de nutrientes, vitaminas e minerais necessários para uma dieta saudável, o vegetarianismo ganha popularidade ano após ano. Os argumentos variam desde uma escolha por uma vida mais saudável com a retirada da carne da alimentação como também da busca por hábitos que não atinjam a natureza e não seja necessário a criação artificial de animais em matadouros para a produção de carne.

veg3

Hoje em dia há restaurantes, supermercados e lojas voltadas para os hábitos vegetarianos, desde aqueles que incorporam leite e derivados na sua dieta (lacto vegetarianos) até os veganos estritos, que não consomem nada de origem animal, nem mesmo mel.

A questão é polêmica e causa muita controvérsia, mas já se mostra como tendência que veio para ficar. Resta observar nos próximos anos se mais pessoas irão aderir ao movimento vegetariano, ou teremos uma manutenção do modo como as pessoas se alimentam hoje.

comentários