Ter, Ser e Fazer

“As coisas que planeamos são aquelas que, de facto, fazemos.” – Robin Sharma

Quando vives a tua vida, o teu dia-a-dia, é fácil ficar apanhado na rede do urgente. Há sempre alguém que tem planos para ti: o teu patrão, os teus empregados, a esposa, o marido, algum dos filhos, um amigo ou amiga, o governo, o banco central europeu, e muitas outras pessoas e instituições.

Facilmente tu acabas por gastar os teus dias a executar tarefas que servem os propósitos de outras pessoas. Nada de errado com isso, se essa for a tua opção, mas o problema é que, frequentemente não o é.

Então o que é que acontece quando não planeias a tua vida?Invariavelmente acabas gastando os teus dias servindo os propósitos de outros porque, como te disse antes, todos tem um plano para ti, menos tu.

Se tens um sonho, se existe alguma coisa que queiras TER, SER ou FAZER e que te faz sentir empolgado, persegue-o. Para isso precisas de planear do Sonho para trás, da ideia para a acção, da seguinte forma:
•Estabelece bem o teu sonho. Será com certeza algo que queres TER (como um carro ou uma casa), SER (como ser médico, actor ou uma pessoa famosa) ou FAZER (como um viagem, ou uma acção de voluntariado, ou pagar algo a alguém).
•Faz um Plano. O que é que precisas de conseguir para atingir aquele objectivo. Escreve. Define as tarefas que necessitas de executar para conseguires realizar o plano. Escreve na agenda.
•Executa.

Se fizeres isto a tua vida ganha um propósito, um sentido. Mesmo que continues a jogar o jogo de outras pessoas, tu tens a tua própria agenda e vais dedicar uma boa parte do teu dia executando as tarefas necessárias.

O teu sonho será um sucesso.

Lembra-te, falando de sonhos, se não planeares para o sucesso, planeias para o fracasso.

Essa é a lei das coisas.

comentários